Medicina Periodontal

O que é doença periodontal?

A doença periodontal é uma doença crônica que atinge os tecidos de sustentação dos dentes, ou seja,osso,ligamento periodontal e cemento.Apesar de ser provocada por bactérias,a maior parte dos danos causados por ela deve-se à destruição dos tecidos por agentes do próprio organismo,gerados durante a resposta a essas bactérias. A maioria da população adultas sofre de algum tipo de doença periodontal.Atualmente , considera-se cinco os tipos de doença periodontal:gengivite, forma mais branda e reversível, que afeta apenas as gengivas ;periodontite crônica, a forma mais frequente, em que há envolvimento de tecido ósseo;periodontite como manisfestação de doença sistêmica e periodontites necrosantes.

Como ficar sabendo se tenho doenca periodontal?

Seu dentista deve examina-lo com frequência adequada(a cada 6 meses ) para avaliar o estado de saúde de dentes e gengivas.Para examinar adequadamente as gengivas é fundamental,além do exame clinico visual,realizar a sondagem com auxílio de uma sonda periodontal.Recursos como radiografias periapicais e interproximais também são de grande valor para um exame adequado.

Qual a relacao da doenca periodontal com outras doencas?

O estudo da inter-relação entre doenças periodontal e outras doenças e condições sistêmicas é relativamente recente(cerca de uma década)e foi denominado de medicina periodontal.A natureza desta relação não é totalmente clara ainda, mas parece ser explicada pela característica crônico-inflamatória da doença periodontal.O organismo,buscando defender-se da invasão bacteriana, produz uma resposta inflamatória tal que gera o aumento sistêmico de alguns componentes, acabando por tornar-se mais suscetível a outras doenças.Diversas doenças têm demostrado relacionar-se com a doença periodontal.Podem-se citar as doenças vasculares,como infarto do miocárdio e acidente vascular cerebral,diabetes e nascimento de bebês prematuros de baixo peso.O fumo é outra condição amplamente estudada cuja interferência sobre a saúde bucal é marcantemente negativa.Pessoas que fumam podem ter até seis vezes mais risco de desenvolver doença periodontal.Outras condições que estão também sob investigação são doenças pulmonares,osteopenia/osteoporose e doenças reumáticas.

Como posso evitar que a doença periodontal provoque danos à saúde?

Ainda não se pode definir, com exatidão, a extensão nem a natureza dessa interferência da doença periodontal em outras doenças.Assim sendo,não se sabe ao certo se a doença periodontal apenas aumenta o risco para certas doenças ou vice-versa, ou ainda se todas as doenças e condções,inclusive doença periodontal,são provocadas por um fator comum,por exemplo,genético.Sabe-se que, se você tem periodontite ,você pode ter maior risco de desenvolver outras doenças, sendo imprescíndivel manter a saúde periodontal sob controle.De forma inversa, quando já há a presença de uma dessas doenças(cardiopatia,diabetes etc),é importante realizar um controle rígido de saúde periodontal para que a doença preexistente possa ser devidamente controlada.Hoje em dia é cada vez maior o número de médicos que recomenda uma visita ao dentista como parte do protocolo de tratamento de cardiopatias e diabetes.Consultas ao dentista ou periodontista devem ser realizadas com frequência adequada para cada indivíduo,definida pelo dentista, de acordo com a necessidade médica e odontológica do paciente.Controles odontológicos bem ajustados são grandes instrumentos para aquisicão de saúde e qualidade de vida.

Influência das doencas periodontais nas doencas sistêmicas

As doenças periodontais são uma das infeccões mais comuns nos humanos.De acordo com o Instituto Nacinal de Saúde dos EUA, um terco dos adultos têm doenças periodontais moderadas e três quartos da população mais idosa têm doenças periodontais severas.

Na maioria das vezes as doenças periodontais são de natureza crônica e assintomática.Estas doenças são resultados da exposicão do periodonto às placas bacterianas, que são biofilmes os quais acumulam-se nas surperficies dentais,devido à natureza não descamativa destas. Assim,massas bacterianas complexas são formadas na margem gengival e abaixo desta,no sulco ou bolsa periodontal,podendo conter de2x10 bactérias/gramas.As placas podem conter mais de 400 espécies microbianas, dentre as quais as bactérias anaeróbias Gram-negativas estão mais diretamente relacionadas à etiologia das doenças periodontais. Estas doenças resultam na destruição dos tecidos periodontais,devido à ação de produtos tóxicos liberados subgengivalmente,por patógenos periodontais específicos e devido à resposta inflamátorias que se desenvolve frente aos microorganismos e seus produtos.Estas reação inflamátoria resulta na produção local de citocinas e de mediadores biológicos, como interleucinas e prostaglandinas.

Além da resposta local, o hospedeiro manifesta uma resposta sistêmica frente as doenças periodontais,com produção de altos níveis de anticorpos sérios contra os patógenos periodontais específicos.Uma infecção por Actinobacillus actinomycetencomitans(Aa),por exemplo,pode resultar na produção de anticorpos anti-A em níveis bastantes elevados,podendo aproximar-se dos níveis de anticorpos presentes em infecções sistêmicas disseminadas,como na sífilis terciaria.

O papel de certas doenças como endocardite infecciosa,doenças cardiovasculares ,efeitos durante a gravidez e suascondições sistêmicas como fatores de risco para as doenças periodontais,foi compravo através de inúmeros estudos.Estas condições incluem diabetes mellitu,desordens de neutrófilos,osteopenia,fumo e estresse.

A endocartia infecciosa é caractéricas danificadas e do endocárdio .Bactérias ganham acesso à corrente sanguínea e se aderem a superfícies danificas ou de algumas receptivas do endocárdio.
A etiologia mais comum da endocardite infecciosa está relacionada à presença de streptococcus e stafilococcus na corrente sanguínea.Os streptococcus mais comumente associados são os alfas-hemolítico,Streptococcus bovis,S.sanguis,S.mitior e S.mutans.Microorganismos orais Gram-negativos como Aa,Eikenella corrodens,Capnocytophaga sp.,Fusobacterium nucleatum e Haemmophilus. Casos de endocardite inffecciosa devido à presença do Aa parecem mais severos, com maior incidência de parada cardíaca e maior mortalidade.

O principal modo de prevenção da endocardite infecciosa é a manutenção da saúde periodontal,que irá reduzir os riscos de haver bacteremias.Outra forma de prevençãoé o uso de antibioticoprofilaxia para determinados procedimentos dentais.

As doenças cardiovasculares coronárias são a maior causa de mortes de homens e mulheres nos EUA.Em 1997,estas doenças causaram 465.651 mortes,o que representa 20%de todas as mortes do país.
A Associação Americana do Coração estimou que em 1998,1.110.000 americanos teriam ataque coronário novo ou recorrente,e um terço dos casos resultaria em mortes.

Devido à alta ocorrência de doenças periodontais,uma possível relação entre estas e as doenças cardiovasculares(DCVs)pode ter um impacto muito grande,tendo implicações para milhões de pessoas,uma vez que a doença periodontais crônicas são comuns em pacientes com infarto agudo do miocárdio.
Em 1996,Beck e cols conduziram um estudo prospectivo analisando a relação, entre profundidade de sondagem e perdas ósseas periodontais e a incidênciade DCVs,fatais e parada cardíaca.Ajustando idade a outros fatores de risco,pacientes com 40% ou mais de perda óssea tiveram quase 3X mais chances de ter DCVs fatais.Assim,as doenças periodontais podem ser um fator de risco para DCVs.Como fatores de risco,só foram superadas pelo colesterol,e foram semelhantesao fumo,os quais são fatores de risco clássico para DCVs.

Em estudo recente,Beck e cols tentam verificar entre periodontite e aterosclerose subclínica, que é avaliada pelo estreitamento da artética carótida.Os dados mostram que pacientes com periodontite têm quase 2X mais chances de ter estreitamento da carótida,mesmo considerando os fatores de risco comuns às duas doenças,como idade avançada, sexo masculino, nível educacional, dibetes e anos de cigarro.
Como as doenças periodontais são na maioria das vezes crônica,alteram períodos de quiescência e exacerbacão,elas podem causar alterações vasculares sitêmicas repetidamente ao longo da vida ,se não tratadas.Este processo parece ser cumulativo,podendo resultar em infarto do miocárdio e morte.
Estudos têm tentado identificar a influência das doenças periodontais sobre a ocorrência do nascimento de crianças prematuras de baixo peso(PBP)(peso inferior à 2,5Kg).Os principais fatores de risco para o nascimento de PBP inclui a idade da mãe,ancestrais afro-americanos,baixo status sócio-econômico,cuidados pré-natais inadequados ,abuso de àlcool,drogas ou tabaco,hipertensão e diabetes.

Com o intuito de determinar o efeito destas doenças periodontais na gestação,Offenbacher estudou 124 mulheres gestantes ou no pós-parto.Os resultados mostraram que a presença da doença periodontal aumentou em cerca de sete vezes o risco de ocorrer nascimentos de PBP,o que evidenciou que as doenças periodontais representam um fator de risco clinicamente significante, e previamente desconhecido para o nascimento de PBP.

Após analisar tantas evidências,parece claro que a cavidade oral não é um sítio imuno-privilegiado e os efeitos sistêmicos das doenças periodontais são notáveis e influenciam o organismo como um todo. Atualmente,o principal objetivo do tratamento periodontal é parar a progressão da doença para preservar a dentição.Este princípio exclui as influências das doenças periodontais na saúde sistêmica.Assim,um outro objetivo,que é o controle e prevenção de condições sistêmicas como a endocardite,DCVs e nascimento de bebês prematuros de baixo peso.

Há necessidade de uma maior interação entre médicos e dentistas.Os médicos ,apesar de saberem da importância dos processos infecciosos,parecem não considerar a importância das doenças sistêmicas e parecem não saber diagnosticar as doenças periodontais.Os dentistas,por sua vez,devem considerar as doenças periodontais importantes não só localmente,mas sim como potente fator que influencia diversos eventos sistêmicos.Devem também alertar seus pacientes sobre as interações orais/sistêmicas,motivando-os a obter ou manter a sua saúde periodontal como melhor meio prevenir uma série de complicações sistêmicas.

Referências Bibliografia

  • ARBES JR,S,J,SLADE G D ,BECK J D.Associatio between excent of periodontal attachment loss and self-reported history of heart attack.
  • BARCO Cprevetion of infective endocardites.
  • TOLEDO B E C ROSSA JR atualização em periodontia e implantodontia.

Todos os direitos reservados © Benvenuto Odontologia 2014 - Desenvolvido por: Inova House